1/21/2007

Músico

Ficou P da vida quando cheguei para fazer um maldito cadastro em uma loja.

A senhorita da recepção fez a enfática pergunta:
- Profissão:
Respondi prontamente:
- Músico.
Eis que a delicada dama retorna:
- Mas o senhor não trabalha?
- Abri o tal do crediário em outra loja mesmo...
......

Ué, será que ela perguntaria o mesmo para um maldito com calça apertada, cabelos arrepiados lamentando "pense em mim"?
É claro que eu trabalho, tenho registro em Ordem (mesmo que ela não sirva para nada!), ganho meu dinheiro semanal, até mais do que ela ganha por mês.
Estudo para danar e ralo com essa discriminação.

Para socorrer só mesmo uma bela poesia. Pérola de minha banda favorita do momento:

Era uma manhã de abril,
Quando nos disseram onde nós poderíamos ir,
E então eu olhei pra você e você sorriu para mim,
Como eles poderiam negar?
Oh! A diversão pra ter,
Pra viver os sonhos que sempre tivemos,
Oh! As músicas pra cantar,
Quando nós finalmente recomeçamos.

Nova York limpa, um beijo breve,
Para aqueles que dizem que sabem,
Para conhecer os gritos que o marinheiro ouve,
O diabo está em sua toca,
Oh! Pra velejar,
Por terras arenosas e outros dias,
Oh! Pra tocar o sonho,
Que se esconde por dentro e nunca é visto. Yeah!

Pelo sol, de sul à norte,
Voam pássaros de ouro,
As algemas dos culpados caíram,
Em pedaços no chão,
Oh! Pra viajar ao vento,
Pra chutar o ar sobre o estrondo,
Oh! Pra rir alto,
Dançando como se brigássemos com a multidão. Yeah!

Para encontrar o homem cuja mão está apontando,
O gigante dá passos desenvolvidos,
Com orientação da estrada sinuosa,
Que estremeçe as pedras,
Se um sino tocasse,
Em celebração à um rei,
Tão rápido que o coração pudesse bater,
Tão orgulhoso e com pés pesados. Yeah!

Dias se passaram quando você e eu,
Fizemos um eterno brilho de verão,
Tão longe e distante,
Nosso tempo mútuo de crescer,
Oh! Doce refrão,
Alivia a alma e acalma a dor,
Oh! Albião permanece dormindo agora pra acordar de novo.

Delirando nos anéis,
Que lugar pra descansar da procura,
Com os poderosos braços de Atlas,
Que seguram os céus da terra.

Os poderosos braços de Atlas,
Estão segurando os céus da terra,
Da terra...

Ohhhh...

Eu sei o caminho, sei o caminho, sei o caminho, sei o caminho!
Eu sei o caminho, sei o caminho, sei o caminho, sei o caminho!

Ohhhh...

Os braços poderosos de Atlas,
Estão segurando os céus da terra.

Ahhhh...


Fonte: www.letras.mus.br

Mais sobre o Led: http://pt.wikipedia.org/wiki/Led_Zeppelin

Technorati : , , , , ,
Del.icio.us : , , , , ,

No comments: